DIVERSIDADE DE MACRÓFITAS AQUÁTICAS NO ESTADO DE PERNAMBUCO: LEVANTAMENTO EM HERBÁRIO

Liliane Ferreira Lima, Patrícia Barbosa Lima, Ricardo César Soares Júnior, Rejane Magalhães de Mendonça Pimentel, Carmen Silvia Zickel

Resumo


As macrófitas aquáticas apresentam grande importância ecológica, principalmente por serem os principais produtores primários de matéria orgânica, fator de extrema importância para a manutenção das diversas formas de vida. Porém, apesar de sua importância estar bem enfatizada na literatura brasileira, país onde existem os maiores ecossistemas aquáticos continentais, as pesquisas sobre essas comunidades ainda são escassas. Assim, esse estudo objetiva realizar o levantamento das macrófitas aquáticas registradas no Herbário Professor Vasconcelos Sobrinho – UFRPE - visando identificar as espécies estabelecidas no interior ou nas margens de lagos, rios, riachos, várzeas e açudes. Foi listado um total de 31 famílias, 88 gêneros e 119 espécies; a família Cyperaceae apresentou maior número de gêneros e espécies. O gênero Eleocharis foi o mais abundante. Foi observado que 44,29% das espécies foram coletadas no Litoral, 14,76% na Zona da Mata, 8,05 % no Sertão e 4,69 % no Agreste. O número mais elevado de coletas na região litorânea pode estar relacionado ao fato da maior facilidade de acesso aos locais de coleta e ao interesse dos pesquisadores em áreas de reservatórios existentes nessas regiões.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.