ANÁLISE ESPACIAL E CLIMATOLÓGICA DA OCORRÊNCIA DE VERANICOS NO SERTÃO DE PERNAMBUCO

Deivide Benício Soares, Ranyére Silva Nóbrega

Resumo


O semi-árido pernambucano tem como característica marcante a irregularidade espaço-temporal das precipitações pluviométricas. Em meio a essa irregularidade pode-se destacar que a ocorrência de veranicos tem impacto considerável na agricultura de sequeiro, especialmente por promover o aumento da condição de aridez local. Esse trabalho objetivou realizar um estudo climatológico do comportamento e da frequência dos eventos de veranicos ocorridos no sertão de Pernambuco. Para tanto, foram utilizadas as séries históricas de 35 postos pluviométricos distribuídos por vários municípios da área de estudo. Ocorrem, em média, de 6 a 7 eventos de veranicos por estação chuvosa, os quais, por sua vez, apresentaram, em média, duração de 9 a 18 dias. Contudo, evidenciou-se que os maiores veranicos variaram, em média, duração entre 14 e 36 dias.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES