A IMPORTÂNCIA DOS CENSOS PARA O PLANEJAMENTO POLÍTICO ECONÔMICO E TERRITORIAL

João Paulo Aragão

Resumo


Conforme o professor Nivaldo Júnior, em análise da obra maquiveliana, O Príncipe, “a conquista e anexação de um novo espaço de poder prenunciam problemas para sua manutenção.” Este, durante muito tempo, foi um dos principais desafios dos Estados modernos que, ao se defrontarem com a barreira do desconhecido, viam-se sob o dever de desbravar horizontes em busca de informações que permitissem uma administração mais eficiente e coerente com a realidade. Neste contexto, coube-se aqui, a missão de construir uma breve discussão sobre a importância que os censos têm gerado, ao longo da História, para o planejamento político, econômico e territorial, especialmente, no Brasil. Cabe ainda ressaltar, que esta iniciativa é fruto da realização do I Seminário do Curso de Economia da UFPE/CAA que, muito mais em apresentar a importância que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) possui para o planejamento do Brasil, têm possibilitado também o ressurgimento de interatividades entre ramos do saber, tais como a Geografia e a Economia, as quais antes se faziam às sombras e, hoje, pelos esforços vigentes, se prestam à luz de todas as plataformas de reflexão. Para tanto, exigiu-se da autoria desta unidade por em prática a sistematização das experiências à frente da coordenação dos trabalhos censitários em voga pelo IBGE no ano de 2010, como igualmente, a pesquisa e análise em gabinete de referenciais norteadores para a fundamentação teórica deste esforço científico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES