ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA BACIA DO RIO CAPIVARI (ALTO RIO PARDO) COMO CONTRIBUIÇÃO AOS ESTUDOS DE NEOTECTÔNICA DO PLANALTO SUL DE MINAS

Kaique Tomazine Rosante, Peter Christian Hackspacher, Carolina Doranti-Tiritan, Daniel Françoso de Godoy

Resumo


O presente trabalho buscou através da análise morfométrica da rede de drenagem ter evidencias de condicionamento tectônico na rede de drenagem. As técnicas utilizadas foram o Perfil Longitudinal e o Índice Relação Declividade x Extensão do Canal, aplicados ao Rio Capivari, afluente do Alto Rio Pardo, na região Sul de Minas Gerais, nas proximidades da cidade de Caldas e Pouso Alegre-MG. Os dados obtidos são preliminares e permitiram verificar que algumas drenagens estão encaixadas em lineamentos NE-SW, possuindo um baixo valor de RDE e um perfil longitudinal equilibrado, enquanto outras estão sendo cortadas por lineamentos NW-SE, apresentando os maiores índices RDEs e perfis longitudinais longe do equilíbrio, mostrando trechos que podem ter sofrido soerguimento. Assim pode-se concluir a princípio que grande parte dos afluentes que fazem parte da bacia estão condicionados por eventos tectônicos que ocorreram no sudeste do Brasil entre o mesozóico e o cenozóico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES