APLICAÇÃO DE ÁNALISE MORFOMÉTRICA - RELAÇÃO DECLIVIDADE VS. EXTENSÃO E PERFIL LONGITUDINAL DAS DRENAGENS - NA BACIA DO RIBEIRÃO DAS ANTAS PARA DETECÇÃO DE DEFORMAÇÕES NEOTECTÔNICAS NO PLANALTO DE POÇOS DE CALDAS

Daniel Henrique de Souza, Peter Christian Hackspacher, Carolina Doranti-Tiritan, Luiz Felipe Brandini Ribeiro, Michele Mucio Campani

Resumo


A fim de caracterização, diferenciação de áreas homogêneas e detecção de possíveis áreas sujeitas à movimentação tectônica recente, foi aplicada análise morfométrica na Bacia do Ribeirão das Antas, responsável por drenar dois terços do Planalto de Poços de Caldas, situado na divisa entre os estados de São Paulo e Minas Gerais, encontrando-se a NE do primeiro e a SW do segundo. As técnicas empregadas constituíram-se no Índice de Extensão VS. Declividade dos canais (RDE) e Perfil Longitudinal dos canais. Utilizadas em conjunto, estas técnicas possibilitaram identificar comportamentos distintos dentro da bacia: na margem direita da Ribeirão das Antas, valores baixos de RDE, perfis longitudinais em equilíbrio e direções dos rios seguindo paralelamente ao rio principal. Já na margem oposta, identificam-se rios de grandes extensões com valores de RDE altos e perfis longitudinais anômalos, seguem direção perpendicular ao Ribeirão das Antas, sendo que, na maioria dos rios observa-se uma mudança de direção na metade de seu curso, de noroeste para leste. Como causadores do aumento do RDE e dos perfis anômalos da margem leste, inferimos ação neotectônica, através da reativação de lineamentos de direção NE, ocorrida após a instalação do sistema de drenagem da Bacia do Ribeirão das Antas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES