DISTRIBUIÇÃO TRIDIMENSIONAL DE PALEOSSOLO DE 40Ka E MATERIAIS PEDOSSEDIMENTARES NA ENCOSTA MONJOLO – LAPA PARANÁ

Mauricio Camargo Filho, Luiz Gilberto Bertotti, Jaqueline Rodrigues dos Passos, Deyvis Willian da Silva

Resumo


No Centro-Sul do estado do Paraná, (segundo planalto paranaense) foram identificados depósitos quaternários em encosta denominada Monjolo. Esta encosta se estende longitudinalmente, por aproximadamente 586,79 m e possui perfil convexo-retilíneo, passando a côncavo-retilíneo da média para a baixa encosta. Neste setor da encosta há incisão (voçoroca) que expôs parte do corpo pedológico e sedimentar. Nas paredes expostas pela erosão foi possível identificar três níveis de paleossolos soterrados por aproximadamente 1,80 m de sedimentos e solo. A partir deste afloramento foi construída uma rede de toposseqüências na base da encosta com o objetivo de identificar a distribuição tridimensional dos paleossolos e unidades pedossedimentares. Ao todo são quatro topossequências posicionadas de forma longitudinal à encosta e subparalelas ao afloramento (denominado perfil estudado) e quatro topossequências transversais à encosta. O resultado das topossequências juntamente com os dados laboratoriais permitiu compreender os processos de sedimentação erosão que a encosta Monjolo foi submetida nos últimos 40 Ka.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES