EVIDÊNCIAS DA AÇÃO TECTÔNICA NOS SEDIMENTOS DA FORMAÇÃO BARREIRAS PRESENTES DO LITORAL DE SERGIPE E AO NORTE DA BAHIA

Carlos César Uchôa de Lima

Resumo


No litoral do Nordeste do Brasil, a unidade estratigráfica denominada Barreiras é constituída de sedimentos de origem predominantemente continental. Várias pesquisas recentes baseadas em análise morfotectônica e no registro e medição de estruturas geológicas, tais como, juntas e falhas têm demonstrado que o tectonismo atingiu esse complexo sedimentar. Este trabalho apresenta evidências estruturais de um tectonismo atuante, tanto durante, como após a deposição dos sedimentos da Formação Barreiras que afloram no litoral sul de Alagoas, toda costa de Sergipe e litoral Norte da Bahia. As centenas de estruturas rúpteis e dúcteis, observadas nos trabalhos de campo, demonstram uma relevante atividade sísmica, tanto durante, como após a deposição daqueles sedimentos. As estruturas dúcteis são representadas pelas estruturas de liquefação em conglomerados e estruturas de fluidificação na interface entre arenitos e lamitos, revelando um tectonismo concomitante com a deposição dos sedimentos. As dobras sinclinais e anticlinais observadas revelam uma deformação dúctil pós deposicional. As estruturas rúpteis são representadas por falhamentos normais e juntas tectônicas. A partir destas últimas foi feita uma análise preliminar dos esforços tectônicos que as originaram. Os resultados apontam para um esforço principal máximo na direção NW-SE. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.