AVALIAÇÃO DA ALTERAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO EM EVENTOS DE CHEIA DO RIO PARANÁ: O USO DE IMAGENS ORBITAIS PARA AVALIAÇÃO DE IMAPACTOS PROVOCADOS PELA BARRAGEM DE PORTO PRIMAVERA

Otávio Cristiano Montanher, Edvard Elias de Souza Filho

Resumo


A formação do reservatório de Porto Primavera cortou o suprimento de sedimentos do canal do rio Paraná. Após sua formação, os valores de carga em suspensão diminuíram para valores próximos a 1 mg/l, o que deve ter afetado o aporte de sedimentos na planície fluvial. A averiguação desta hipótese e a avaliação da concentração de sedimentos em suspensão na planície em dois eventos de cheia são os objetivos deste trabalho. Para isso foram utilizadas duas imagens da cena 223/076 obtidas em 24/03/1985 (pré-barragem) e em 01/02/2007 (pós-barragem). As imagens foram registradas, passaram por correção atmosférica e radiométrica, tiveram a área de água recortada e por fim os dados foram trabalhados por meio da aplicação de duas equações que envolvem razões entre as bandas 2, 3 e 4. Os resultados demonstraram que na cheia de 1985 a concentração de sedimentos sobre a planície chegou a valores próximos a 30,4 mg/l e que na cheia de 2007 os valores não ultrapassaram 4,5 mg/l. A diferença entre os valores obtidos indica que o aporte de sedimentos na planície foi severamente comprometido pela construção da barragem de Porto Primavera.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES