DIAGNÓSTICO DOS DESLIZAMENTOS NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO A PARTIR DAS CHUVAS DE ABRIL DE 2010: ESTUDO DE CASO DO MORRO DOS PRAZERES

Fellipe Figueiredo Silva, Hugo Alves Soares Loureiro, Thiago Souza Silveira

Resumo


Tecnicamente, são dois os problemas estruturais crônicos das regiões metropolitanas brasileiras relacionados às chuvas: deficiências na macrodrenagem urbana – considerando, em escala regional, todo o sistema de infra-estrutura hidráulica para o escoamento flúvio-pluvial – e a ocupação e uso irregulares do solo urbano, sobretudo em áreas ambientalmente frágeis há muito estudados pela geomorfologia. Entretanto, o leque de problemas específicos é ainda maior, conforme a ilustrativa situação de colapso da Região Metropolitana do Rio de Janeiro nos primeiros dias úteis do mês de abril deste ano diante dos temporais que se seguiram. Em vista disso, o presente trabalho procura versar sobre os impactos ambientais das chuvas no que tange ao problema específico dos movimentos de massa, levando em conta o município do Rio de Janeiro na análise espaço-temporal do impacto pluvial e sua relação com a deflagração dos movimentos, em geral, e das condicionantes geológico-geomorfológicas dos movimentos, em particular, na aplicação do estudo de caso do Morro dos Prazeres entre os bairros de Santa Teresa e Rio Comprido. A natureza dos impactos pluviais não chega, em última análise, a ser dissonante das chuvas enfrentadas historicamente pela população carioca nos grandes temporais com totais pluviométricos acima dos 200 mm como o do atual.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES