ANÁLISE DE CONDICIONANTES TOPOGRÁFICOS COMO SUBSÍDIO PARA AVALIAÇÃO DE ÁREAS DE RISCO A ESCORREGAMENTOS RASOS

Fabrizio de Luiz Rosito Listo, Bianca Carvalho Vieira

Resumo


Parâmetros topográficos são essenciais à definição da dinâmica hídrica de uma encosta e conseqüentemente ao desencadeamento de escorregamentos que podem levar ao risco. O objetivo deste trabalho é analisar o papel dos parâmetros topográficos na deflagração de escorregamentos rasos como subsídio para avaliação de áreas de risco na bacia do Limoeiro, Alto Aricanduva. Para o mapeamento de risco foi elaborada uma ficha de cadastro, utilizada em campo, e com base nos aspectos naturais e antrópicos, o risco foi avaliado em quatro escalas: R1, R2, R3 a R4. A partir de um Modelo Digital do Terreno foram gerados os mapas de ângulo, aspecto e curvatura da encosta e área de contribuição e calculada a Freqüência de Distribuição destas classes. Posteriormente, estes mapas foram correlacionados com o mapa de risco, gerando-se dois novos índices: Concentração de Risco e Potencial de Risco. Os resultados demonstram a existência de 14 setores de risco, sendo as áreas mais suscetíveis aquelas localizadas em ângulos acima de 17°, orientadas para os quadrantes sul, com formas retilíneas e nos locais de maior área de contribuição. A partir dos resultados encontrados, verifica-se a importância da análise dos parâmetros topográficos na avaliação de áreas de risco.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES