DINÂMICA DE Delilia biflora KUNTZE SOB A INFLUÊNCIA DA SAZONALIDADE CLIMÁTICA E DIFERENTES STATUS DE CONSERVAÇÃO EM UMA FLORESTA SECA DO BRASIL

Renata Christina Souza Silva, Josiene Maria Falcão Fraga dos Santos, Danielle Melo dos dos Santos, Juliana Ramos de Andrade, Rejane Magalhães de Mendonça Pimentel, Elcida de Lima Araújo,

Resumo


A dinâmica de Delilia biflora entre estações climáticas que ocorre simultaneamente em duas áreas com diferentes status de preservação numa área de floresta seca, do tipo caatinga, em Caruaru, PE, Brasil, foi investigada. Em cada área foram estabelecidas 105 parcelas de 1x1m e os indivíduos de D. biflora presente nas parcelas foram monitorados mensalmente. Considerando a sazonalidade climática, a densidade de D. biflora no início da estação chuvosa, foi significativamente maior quando comparada a estação seca. Já a taxa de mortalidade entre as estações apresentou diferença significativa, apenas considerando a área antropizada. Quanto à sobrevivência, mais de 80% da primeira coorte da estação chuvosa permaneceram vivos até o final da estação. Considerando isoladamente as áreas, a antropizada registrou maior densidade do que a área preservada. Entretanto, não houve diferença significativa na variação mensal na taxa de incremento. Quanto à sobrevivência de D. biflora entre áreas, o maior percentual de indivíduos sobreviventes, esteve na área preservada. De maneira geral, este estudo mostra que a sazonalidade, isoladamente, é responsável apenas pelas variações de alguns atributos demográficos, entretanto quando esse fator é associado ao status de conservação, as flutuações em D. biflora na região semiárida estudada podem ser ainda mais atenuadas.


Texto completo:

Sem título () PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES