UM SENTIDO DE PERTENCIMENTO AO TERRITÓRIO SEMIÁRIDO BRASILEIRO: A RESSIGNIFICAÇÃO DA TERRITORIALIDADE SERTANEJA PELA CONVIVÊNCIA

Luzineide Dourado Carvalho

Resumo


O artigo apresenta a ‘Convivência com o Semiárido Brasileiro’, uma ideia-projeto de interação natureza e cultura, contextualizando as práticas e programas nos campos educacionais, organizacionais e sócio-produtivos. O itinerário conceitual do artigo deseja apresentar que, no Semiárido Brasileiro contemporâneo, há diferentes sentidos sendo postos ao mesmo, mas que pela ‘Convivência’ há em construção, uma ressignificação e reapropriação da natureza semiárida, compreendendo-a de forma contextual e relacional. Essa perspectiva cultural, repercute no sentido simbólico-cultural que essa ideia-projeto dá ao território Semiárido. Desse modo, pela ‘Convivência’ emerge um Semiárido como território simbólico-cultural, delineado pelos contextos geo-ambientais e pela diversidade de povos que compõem um mosaico complexo e multidimensional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES