RETIFICAÇÃO DOS CANAIS FLUVIAIS E MUDANÇAS GEOMORFOLÓGICAS NA PLANÍCIE DO RIO MACAÉ (RJ)

Mônica dos Santos Marçal

Resumo


No contexto de bacias hidrográficas, o processo de retificação dos canais fluviais nas áreas de planícies tem sido alvo de análise para compreender suas interferências e implicações na evolução da rede de drenagem. Entre as décadas de 1940 e 1980, o extinto Departamento Nacional de Obras e Saneamento (DNOS) realizou obras de retificação dos canais fluviais em várias bacias hidrográficas do Estado do Rio de Janeiro, visando a evitar inúmeros problemas ambientais. Dentro deste contexto, a Bacia do Rio Macaé teve cerca de 60 km do canal principal, além de trechos de afluentes retificados. O objetivo do trabalho é apresentar discussão da interferência dessa obra na evolução da bacia, apontando as mudanças ocorridas na morfologia dos canais fluviais, nos períodos anteriores e posteriores às obras de retificação. Os mapeamentos temporais na forma em planta dos canais e nas feições geomorfológicas indicam mudanças significativas e isso pode ser observado através dos ajustes aos quais os canais fluviais são submetidos, redirecionando ou potencializando áreas de erosão e sedimentação em escalas não compatíveis com a dinâmica atual do rio. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.