REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE OCUPAÇÃO DA TRÍPLICE FRONTEIRA – BRASIL, ARGENTINA E PARAGUAI

Fernando Raphael Ferro de Lima

Resumo


O texto trata do processo de ocupação da tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, nas proximidades da foz do rio Iguaçu e sua relação com a consolidação das fronteiras nacionais. São avaliadas as questões que guiaram esta ocupação, em que as disputas entre portugueses e espanhóis pelo controle da bacia, com fins de navegação, foram substituídos pela crescente polarização entre Brasil e Argentina após a formação dos Estados nacionais, já no século XIX. Destaca-se ainda que, no século XX, a orientação das disputas visando à navegabilidade e o acesso à bacia do rio Prata foi substituída pela preocupação com a geração de eletricidade, processo que acaba mudando o foco de utilização econômica dos rios e a própria dinâmica dos transportes na América do Sul.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES