A VERTICALIZAÇÃO URBANA EM CIDADES DE PORTE MÉDIO: O CASO DA CIDADE DE CAMPO MOURÃO - PARANÁ, BRASIL

Josimari de Brito Morigi, Marcos Clair Bovo,

Resumo


A verticalização é um processo de produção e transformação do espaço urbano no qual o edifício é o objeto concreto de sua representação. Esse objeto demanda conhecimento técnico-científico e mobiliza ação de diversos agentes, dentre eles: os proprietários dos meios de produção; os proprietários fundiários; os promotores imobiliários; o Estado; e os agentes sociais excluídos. Dessa forma, o processo de verticalização não está mais restrito às metrópoles e grandes cidades. Encontra-se presente também em cidades médias e pequenas. É nesse contexto que a pesquisa tem como propósito/intenção analisar o processo de verticalização da cidade de Campo Mourão (PR). A metodologia adotada levou em consideração os prédios públicos e privados com oito ou mais pavimentos. Os dados referentes a esses prédios foram obtidos por meio de pesquisa in locu e também junto à Prefeitura Municipal de Campo Mourão. Como resultado do processo de verticalização urbana, observou-se a concentração na região central da cidade, em função da infraestrutura, do comércio e dos serviços ali instalados, e de maiores investimentos por parte do poder público municipal e dos promotores imobiliários.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.