A FORMAÇÃO SOCIOESPACIAL DA AMAZÔNIA E SUA CONDIÇÃO ATUAL DE DESENVOLVIMENTO: Uma leitura a partir de múltiplas escalas dentro de uma perspectiva histórica.

Cláudia Pinheiro Nascimento, Ana Paula Vidal Bastos

Resumo


A região amazônica apresenta um caráter desigual de desenvolvimento frente às demais regiões brasileiras, associado, sobretudo, a forma como os diferentes elementos sociais, econômicos e políticos se organizaram ao longo do tempo. A compreensão do estágio atual de desenvolvimento da Amazônia só se faz possível a partir de uma analise histórica que inclua sua formação socioespacial dentro de uma leitura multiescalar. Para tal foram utilizadas como suporte de análise, as obras de Gunnar Myrdal e seu modelo de causalidade cumulativa, a escola Cepalina, com base nas obras de Raúl Prebisch e Celso Furtado e a obra de Albert Hirschman com seu modelo de efeitos em cadeia, além do papel das instituições na evolução da sociedade amazônica com base nas obras de Douglass North. O estágio atual de desenvolvimento da Amazônia reflete seu processo histórico de formação socioespacial, mantendo suas condições iniciais que lhe conferiam uma posição de exportadora de matéria prima, porém os atores envolvidos e a forma como os mesmos se arranjam na manutenção das instituições e ideologias continuam a dominar a região impedindo o desenvolvimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES