MINERAÇÃO E CONFLITO AMBIENTAL: O CASO DO MINERODUTO DA FERROUS NA ZONA DA MATA DO ESTADO DE MINAS GERAIS-BRASIL

Marcelo Romarco Oliveira

Resumo


Este trabalho pretende trazer a luz do debate uma análise envolvendo a resistência dos movimentos sociais e comunidades afetadas quanto o processo de implantação do Mineroduto da empresa Ferrous na Zona da Mata do estado de Minas Gerais. Para o desenvolvimento do estudo foram realizados trabalhos de campo nos municípios da região, utilizando-se de entrevistas semiestruturadas, como ponto de orientação da coleta de informações. Outra fonte de dados foi à pesquisa documental. Os documentos utilizados na pesquisa foram: Estudo de Impactos Ambientais (EIA), Relatório de Impactos Ambientais (RIMA), Relatório sobre os impactos socioambientais do mineroduto da Ferrous Ressources na microrregião de Viçosa-MG e recorte de matérias de jornais e blogs que trataram dessa temática. O pesquisador, também, acompanhou reuniões e assembleias populares realizadas nos municípios atingidos pelo empreendimento. Como resultados a pesquisa aponta que o processo de resistência estabelecidos pelos atores contrários a instalação do mineroduto trouxeram resultados positivos, uma vez que esta mobilização contribuiu para que o processo de licenciamento fosse revisto e algumas medidas judiciais fossem tomadas. Neste cenário as ferramentas de organização dos grupos atingidos foram primordiais para o cenário que se instalou as quais foram: as reuniões, a constituição da Campanha pelas Águas e Contra o Mineroduto da Ferrous e o processo de constituição da Associação dos Atingidos pelo Mineroduto da Ferrous.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES