Agrohidronegócio e disputas territoriais em Alagoas: na busca de uma aproximação teórico-conceitual

Francisca Maria Teixeira Vasconcelos

Resumo


No âmbito da discussão sobre a ampliação e reprodução do capital agroindustrial, por meio de grandes obras hídricas, destacamos o Canal do Sertão em Alagoas como recorte empírico no âmbito do agrohidronegócio. Isso posto, o presente artigo objetiva analisar, a partir do Canal do Sertão, a expansão do agrohidronegócio e as disputas territoriais em Alagoas. A ideia é entender os desdobramentos advindos da implantação do canal do sertão em Alagoas, uma vez que, mesmo antes da conclusão dessa grande obra hídrica, o agrohidronegócio tem se territorializado, materializando no semiárido alagoano diversos conflitos e processos de luta pela terra e água. As águas da transposição em Alagoas não vêm representando, de fato, alterações qualitativas nas estruturas sociais, mas, na contramão, vem intensificando a concentração da água e da terra entre latifundiários e grupos voltados para a produção de commodities agrícolas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.