DAS ÁGUAS QUE CONVERGEM AS ÁGUAS QUE DIVERGEM: MERCADORIZAÇÃO DA ÁGUA NA REGIÃO DO CARIRI CEARENSE

Francisco Wlirian Nobre

Resumo


Considerada por muitos como um oásis no meio do sertão, a região do Cariri representa uma das áreas com maior riqueza hídrica do estado do Ceará. Para os índios Kariris, primeiros habitantes da região, a relação com a água estava ligada as suas próprias condições de existência, mas com a chegada dos colonizadores, no século XVIII, a mercadorização da água foi induzida produzindo uma nova geografia das águas imbuída pelas forças políticas e econômicas que se estabeleceram na região. Objetiva-se nessa pesquisa, através de uma metodologia de análise documental e revisão da literatura, demonstrar um debate teórico sobre o processo de mercadorização da água na região do Cariri cearense. Observamos que a transição das formas de produção do espaço intensificadas com o avanço das políticas neoliberais acentuaram os problemas de degradação e injustiça ambiental representando um sentido de natureza com significado oposto a concepção de mundo dos índios Kariris.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES