A TERRITORIALIZAÇÃO DA SEGUNDA RESIDÊNCIA NO LITORAL DE SERGIPE (BRASIL)

Priscila Pereira Santos, José Wellington Carvalho Vilar

Resumo


De norte a sul do litoral brasileiro, arranjos urbanísticos materializados para o lazer concentram-se nas bordas do mar, notadamente a segunda residência, comumente denominada de casa de veraneio ou de praia. O objetivo deste artigo é analisar a dinâmica territorial da segunda residência no litoral de Sergipe, especificamente no litoral norte, no município de Barra dos Coqueiros, e no litoral sul, no município de Estância. A pesquisa desenvolveu-se com abordagem qualitativa e quantitativa. Basicamente, os procedimentos metodológicos utilizados foram: pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e pesquisa de campo. Entre cooperação e conflitos ambientais observa-se o crescimento do fluxo de usuário de segunda residência em virtude de maior mobilidade territorial e de outras políticas públicas direcionadas especificamente para a territorialização do turismo, com destaque para o imobiliário-turístico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES