CORRELAÇÃO ENTRE A PRECIPITAÇÃO E TEMPERATURA MÉDIA DO AR SOBRE O NÚMERO DE REGISTROS DE CASOS DE DENGUE PARA CIDADES DE MACEIÓ, JOÃO PESSOA E SALVADOR

Osmar Evandro Toledo Bonfim, Italo Ramon Januário

Resumo


A dengue é uma doença que afeta majoritariamente milhares de pessoas que residem nas regiões de clima tropical e subtropical. Em épocas do ano mais quentes e úmidas ocorrem em todo mundo o aumento da incidência da doença. Perante o exposto, objetivou-se neste trabalho estudar a relação das variáveis meteorológicas precipitação e temperatura média do ar com a variação de casos de dengue notificados. Além disto, simultaneamente foram calculados os coeficientes de incidência da dengue para as três cidades nordestinas. Foram utilizados dados de precipitação e temperatura média do ar de três capitais do nordeste brasileiro, assim como dados de epidemiológicos de casos de dengue para o período de 2008 a 2015. A variável precipitação obteve uma boa relação com os registros de casos de dengue nas três cidades em estudo, coincidindo um aumento nos registros da doença com o período da quadra chuvosa da região. Entretanto, não houve uma associação entre temperatura média do ar e casos de dengue. De um modo geral, os resultados obtidos contribuem para um melhor planejamento no combate do foco do mosquito, principalmente no período chuvoso, a fim de evitar surtos de dengue devido ao acúmulo de água parada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.