O PODER DE NOMEAR E O INTERESSE POLÍTICO EM RENOMEAR: CONFLITOS TOPONÍMICOS EM NILÓPOLIS-RJ

Enderson Alceu Alves Albuquerque, Miguel Angelo Ribeiro

Resumo


O presente artigo tem por objetivo discutir o uso político-partidário das toponímias no município fluminense de Nilópolis. A cidade em questão, componente da Região Metropolitana do Rio de Janeiro e conhecido na escala nacional e internacional por sediar a Escola de Samba Beija Flor de Nilópolis, presencia um intenso processo de modificações de nome de equipamentos públicos pautados por necessidades políticas. Como a etimologia sugere, toponímia diz respeito ao estudo dos nomes dos lugares, contudo, para o estudo em questão selecionamos apenas os espaços públicos que sofreram alteração de nome recentemente como forma de expressar o poder de um determinado segmento político. A análise dessa questão no cenário nilopolitano aponta para a predominância de dois grupos políticos os quais influenciam fortemente na decisão de batizar tais espaços: o clã Abraão-Sessim e os Calazans.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES