A DIVISÃO ESPACIAL DO TRABALHO NA PERIFERIA DO EIXO SÃO PAULO-BRASÍLIA: AS DISPARIDADES DA INSERÇÃO DE PROGRESSO TÉCNICO NA ATIVIDADE INDUSTRIAL

Fernando Campos Mesquita

Resumo


O objetivo deste artigo é constatar a existência de uma alta disparidade no desenvolvimento da indústria de maior intensidade tecnológica na região periférica do eixo São Paulo-Brasília. A base para essa análise é o período entre 1996 e 2007, quando se inicia uma nova fase do processo de desconcentração industrial no país. Esse processo caracteriza uma dinâmica espacial em que se mantém definida pela concentração dos setores de maior intensidade tecnológica próximos à capital paulista, enquanto, para as periferias mais distantes, se direcionam os setores mais simples, com menor inserção de progresso técnico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES