FRAGILIDADE AMBIENTAL FRENTE AO USO DO SOLO NO ALTO CAMAQUÃ, RS

Cibelle Machado Carvalho, Ewerthon Schiavo Bernardi, Roberta Aparecida Fantinel, Tiago Feldkircher, Rafael Cabral Cruz

Resumo


Este trabalho tem por objetivo avaliar e identificar a fragilidade da cobertura da terra em relação à mudança do uso do solo nos municípios localizados no Alto Camaquã, RS. Na metodologia foram atribuídos diferentes pesos (notas) para as diferentes variáveis vinculadas aos cenários: físico, antrópico e biótico. Posteriormente foram utilizadas imagens do modelo digital de elevação Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) disponibilizadas pela Embrapa e executadas no software ArcGIS para a elaboração dos mapas. Os resultados apresentaram uma fragilidade alta no meio físico, nas áreas com declividade superior a 43%, alta e média fragilidade no meio antrópico e no meio biótico respectivamente. Espera-se que através dos resultados obtidos, possam ser utilizados em projetos de recuperação e na análise das fragilidades ambientais locais, além de subsidiar políticas públicas adequadas para o planejamento da cobertura do solo da região.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES