ROMARIA DA FLORESTA: A FÉ ENTRE TERRITORIALIDADES E RESISTÊNCIAS

Jose Marcelo Andrade Ferreira

Resumo


A Romaria da Floresta é uma manifestação religiosa e política, organizada pela Comissão Pastoral da Terra
(CPT) e realizada no município de Anapu, no Estado do Pará. Surgiu após o assassinato da Missionária norteamericana
Dorothy Stang e foi uma forma de denunciar a violência no espaço agrário do município e de
homenageá-la. Seu itinerário possui diversas manifestações da cultura no espaço, como: lugares simbólicos,
formas simbólicas e memoriais. Os lugares e formas simbólicas estão relacionados com a história de resistência
do campesinato e com a história de vida da Missionária Dorothy Stang. O trabalho em questão trata de um
estudo qualitativo, tendo, como instrumentais metodológicos, observações, entrevistas e revisão da literatura.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.