CONDICIONANTES GEOMORFOLÓGICAS E HIDROCLIMÁTICAS PARA HIPERSALINIZAÇÃO EM SISTEMAS LACUSTRES COSTEIROS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

David Hélio Miranda de Medeiros, Lidriana de Souza Pinheiro, João Paulo de Oliveira Medeiros, Renato de Medeiros Rocha

Resumo


Esta pesquisa analisa a associação de fatores geomorfológicos, hidroclimáticos e drenagens, para a constituição de um sistema lacustre suscetível aos processos de hipersalinização e deposição evaporítica. Foi realizado um levantamento histórico de aspectos socioambientais integrados; utilizou-se imagens orbitais e de radar (SRTM), sendo extraídas as curvas altimétricas da área, e foram obtidos dados vetoriais da rede de drenagem; coletou-se dados secundários da característica salina das águas subterrâneas. A área de estudo provavelmente experimentou condições evolutivas ao longo do Holoceno, desde um sistema fluvial para estuarino-lagunar, até se tornar um sistema lacustre. Durante os períodos de estiagem de chuvas apresentava indícios de hipersalinização e ocorrência de deposição evaporítica natural. Portanto, salinização dessa área decorre de condições de restrição de drenagem, lençol freático e a elevada evapotranspiração, que promove ascensão capilar dos sais para superfície.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES