EVOLUÇÃO DO MODELADO DE RELEVO E DOS MATERIAIS NO SOPÉ DA ESCARPA DE CUESTA DE SÃO PEDRO-SP

Fernando Nadal Junqueira Villela, Marcos Roberto Pinheiro, José Pereira de Queiroz Neto, Sidneide Manfredini, Grace Bungenstab Alves, André Mateus Barreiros, Marcelo Reis Nakashima, Beatriz Ferraz Scigliano, Cristiane Regina Michelon, Antonio Artur dos Santos, Andrio Filipe Amaral Soares, Hellen Renata Guimarães Borsoi, Georgea do Vale de Melo, Rodrigo Ferreira Santos

Resumo


Nos sopés das escarpas de cuesta, os modelados de relevo têm sua gênese atribuída a depósitos correlativos e alterações in situ, cujas interpretações baseiam-se na aloctonia ou autoctonia dos materiais. Propõe-se para este trabalho o estudo das formas e dos materiais à frente da escarpa da Serra de São Pedro-SP, permitindo entender a evolução geomorfológico-pedológica da área e uma melhor compreensão da relação entre modelado de relevo, processos e materiais na transição Planalto Ocidental - Depressão Periférica Paulista. Nesse contexto, optou-se pela investigação detalhada de uma vertente em um interflúvio localizado no sopé da escarpa, por meio análise em topossequência seguindo os princípios da Análise Estrutural da Cobertura Pedológica, desenvolvendo-se estudos macro e micromorfológicos, granulométricos, morfoscópicos, densimétricos, químicos, mineralógicos e geocronológicos dos materiais, além de considerarem-se aspectos estruturais e neotectônicos da região.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES