APLICAÇÕES E PERSPECTIVAS DO SENSORIAMENTO REMOTO PARA O MAPEAMENTO DE ÁREAS INUNDÁVEIS

Osmar Abílio de Carvalho Júnior

Resumo


O sensoriamento remoto permite a obtenção de informações consistentes, atualizadas e relativamente precisas para o monitoramento de corpos hídricos, auxiliando nas atividades de conservação e manejo das áreas úmidas, análise de inundações, modelos de previsão de desastres, entre outros. O presente artigo apresenta uma revisão das inovações tecnológicas do sensoriamento remoto aplicadas ao monitoramento de áreas inundáveis. Recentemente, essa área do conhecimento atravessa por diversas transformações com expressivo impacto na aquisição e processamento de dados. Portanto, a revisão foca nos estudos desenvolvidos com sensoriamento remoto radar e óptico para a detecção da superfície d’água e discute as perspectivas do advento de novas tecnologias, tais como: processamento em nuvens, imagens com alta resolução temporal e novos algoritmos para o processamento dos dados. O processamento em nuvem permite um acesso a coleções volumosas de imagens orbitais de observação da Terra para um grande número usuários, o que era até pouco tempo inviável. O advento das constelações de nanossatélites transforma completamente o processo de aquisição das imagens, que resulta na diminuição significativa dos custos, obtenção de dados diários e com alta resolução espacial. A conjunção desses fatores proporciona a aceleração de troca de conhecimento e converge para uma observação global integrada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES