MINERAÇÃO EM GRANDE ESCALA, DISPUTAS PELO SUBSOLO E O ESPAÇO AGRÁRIO FRATURADO EM GOIÁS, BRASIL

Ricardo Junior de Assis Fernandes Gonçalves

Resumo


Neste artigo, discute-se a mineração em grande escala, a integração de Goiás nas redes globais extrativas e as implicações territoriais nas distintas formas de organização da vida e do trabalho no espaço agrário goiano. Além disso, debate-se elementos que tocam a relação entre mineração e espaço agrário, propiciando uma reflexão geográfica crítica a respeito desse setor extrativo. A metodologia utilizada na pesquisa contou com técnicas de levantamento de dados e informações qualitativas e quantitativas ilustradas em tabelas e mapas. Além da introdução, a primeira parte deste artigo demonstra o papel da mineração no processo de integração de Goiás nas redes globais extrativas no contexto de boom das commodities. Na segunda parte, evidencia-se que a expansão do setor extrativo mineral impôs novas escalas de apropriação e controle do subsolo, sobrepondo interesses minerários em espaços tradicionalmente ocupados por quilombolas, camponeses assentados e posseiros. Por fim, as considerações finais sublinham debates que apontam à necessidade de se transformar radicalmente o modelo de mineração em operação no Brasil e em Goiás.




Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES