A INTERMEDIAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS ENTRE O BRASIL E A BOLÍVIA REALIZADA PELAS CIDADES-GÊMEAS DE GUAJARÁ-MIRIM (RONDÔNIA) E GUAYARAMERÍN (BENI)

Leonardo Luiz Silveira da Silva, Alexandre Magno Alves Diniz

Resumo


Este artigo investiga duas cidades gêmeas dos confins territoriais do Brasil e da Bolívia. Em meio à paisagem amazônica, as cidades estudadas posicionam-se como espaços importantes da circulação. Afinal, neste estudo, partimos do pressuposto que as cidades-gêmeas constituem-se como nós importantes das redes transfronteiriças dos Estados. Deste modo, a partir de um trabalho de campo nas cidades-gêmeas de Guajará-Mirim (Rondônia) e Guayaramerín (Beni), foram levantados dados primários de diversos equipamentos urbanos que atestaram o status das mesmas de articuladoras de parcela das relações entre o Brasil e a Bolívia. Nesta pesquisa foram pesquisadas escolas, hospitais, hotéis, transportes e consulados das duas cidades-gêmeas. O trabalho aponta para uma relação de interdependência e complementariedade das áreas urbanas estudadas, que acontece, por sua vez, de forma assimétrica entre os diversos planos pesquisados. O artigo evidencia que, mesmo em uma era em que se aponta a excessiva porosidade dos limites internacionais, se faz necessária considerar a existência de soberanias em contraste. Afinal, é por meio das assimetrias nos espaços nacionais vizinhos que o limite se faz notar, clarificando as diferenças mais ou menos visíveis nos arranjos sociais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES