AVALIAÇÃO DE MÉTODOS DE INTERPOLAÇÃO ESPACIAL APLICADOS À PLUVIOSIDADE EM REGIÃO AMAZÔNICA: BACIA DO RIO MADEIRA

Vinicius Alexandre Sikora de Souza, Otto Corrêa Rotunno Filho, Daniel Medeiros Moreira

Resumo


Este trabalho teve por objetivo avaliar comparativamente diferentes métodos de interpolação de precipitação para a bacia hidrográfica do rio Madeira, por meio de análise espacial. Foram usadas 60 estações, onde 70 % destas (45 estações) realizou-se as interpolações e os 30 % restante foram usadas na validação dos métodos. Os métodos analisados foram média aritmética, polígonos de Thiessen, Função de Base Radial Multiquadrada (BRM), Método Kriging (KG), Inverso da Distância Ponderada (IDP) e Vizinho Natural (VN). Verificou-se que o método da Função de Base Radial Multiquadrada (BRM) teve o pior resultado quando comparado com os demais métodos aplicados e A configuração espacial das estações presentes na bacia não foi capaz de aplicar em toda a extensão da mesma a técnica do Vizinho Natural (VN), observando assim, que a rede pluviométrica da bacia do rio Madeira não possui espacialização representativa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES