RISCOS GEOLÓGICOS URBANOS NOS MORROS DA CIDADE DE RECIFE – PERNAMBUCO

Vanessa Gomes Rolim Villa Verde, Almany Costa Santos

Resumo


Recife, Pernambuco, possui uma área de 218,50 km2, uma população estimada de 1.637.834habitantes, com densidade populacional de 7.039,64hab./km², e 38,1% dos recifenses tem a renda per capta mínima de ½ salário mínimo, interferências na ocupação dos morros geram pontos de riscos nas encostas.  Portanto, o estudo dos riscos associados às erosões é uma ferramenta essencial para o planejamento do uso do solo e sua ocupação. Será apresentado um panorama sobre os riscos associados a erosão urbana, a partir das características geológicas (tipos litológicos, solos, descontinuidades e modo de ocorrência), geomorfológicas (forma de relevo e declividade), e da influência antrópica, além de identificar as áreas mais susceptíveis aos processos erosivos e fornecer informações básicas para o controle dos riscos, orientações preventivas e corretivas. A geologia bastante diversificada, com ocorrência de rochas plutônicas, vulcânicas e sedimentares das Bacias Pernambuco e Paraíba, além de, sedimentos diversos friáveis e erodíveis também contribuem nos movimentos de massa. Os pontos de riscos dos morros e encostas, foram baseados na NBR 11.682.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES