EDUCAÇÃO AMBIENTAL E ESPAÇOS DE VIVÊNCIA: A RELAÇÃO ENTRE ESCOLA, ALUNOS E MEIO AMBIENTE EM CAUCAIA-CE.

Ana Letícia Freitas Lima, Francisco Samuel Nobre Ramos, Edson Vicente da Silva

Resumo


A sociedade atual está subjugada por padrões desenvolvimentistas, que degradam o meio ambiente através das ações humanas e seu padrão de consumo negligente. Assim, este trabalho pensa a escola como um espaço e instrumento valoroso para o desenvolvimento de consciência e postura críticas dos escolares. O lócus da pesquisa, foi a Escola Celina Sá Morais da rede municipal de Caucaia – CE. O principal fator motivador para a escolha desta foi sua proximidade com o mar e o intento em investigar a relação da comunidade escolar com este ambiente litorâneo. A abordagem é qualitativa, com destaque para os aspectos subjetivos que dizem respeito à percepção e às vivências dos sujeitos pesquisados. Do ponto de vista procedimental, utilizou-se de questionários e entrevistas semiestruturadas; observações sistemáticas; e análise dos documentos oficiais, nacionais e da escola, relacionados à questão ambiental, na busca de contrapor o oficial e o real. Assim, pode-se constatar que os sujeitos que dão corpo a escola compreendem a dinâmica e a fragilidade do ambiente em que se encontram, conseguem vislumbrar a necessidade de conservação desse meio, e reconhecem a potencialidade da localização da escola como recurso de ensino e aprendizagem, ainda que atividades e projetos não sejam desenvolvidos permanentemente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES