BALANÇO HÍDRICO SEQUENCIAL EM SÃO BENTO DO UNA – PE, BRASIL, VISANDO APOIO A AVICULTURA

Raimundo Mainar de Medeiros

Resumo


O balanço hídrico sequencial mostrar-se como uma das ferramentas de fundamental importância, permitindo averiguar o evento da disponibilidade hídrica no solo em termos de deficiência e excedentes em períodos específicos. Objetiva-se realizar a estimativa do computo do balanço hídrico sequencial para o município de São Bento do Una com o intuito de verificar a contribuição do armazenamento, represamento de água, em relação à crise hídrica, além de gerar e disponibilizar subsídios para elaboração de planejamento e projeto da área estudada. Os dados pluviais médios mensais do período de 1920 a 2018 foram adquiridos da superintendência do desenvolvimento do nordeste e da agencia de água e clima do Pernambuco. A temperatura média do ar foi estimada pelo software estima-T, levando em consideração as coordenadas geográficas. Os impactos climáticos têm provocado modificações no balanço hídrico da região na última década. A degradação ambiental, o efeito local da ação do homem tem por si só acelerado o processo de modificação do clima regional, com isso afetando diretamente as condições do regime de precipitações e da disponibilidade de água no solo. Sendo de extrema necessidade o uso de captação de água de chuva e de outras fontes de armazenamento para a sobrevivência humana, animal e vegetal, contribuindo deste modo ao setor agropecuário e avícola da região. Os impactos climáticos podem vim a provocar modificações no balanço hídrico da região visto que se esperam chuvas fortes e de curta duração acarretando queda na produção avícola.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES