QUANTIFICAÇÃO DA PEGADA HÍDRICA DA SOJA NA REGIÃO DO MATOPIBA: CENÁRIO ATUAL E MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Roberta Araújo e Silva, Vicente de Paulo Rodrigues da Silva, Girlene Figueiredo Maciel, Pedro Henrique da Conceição Silva, Antonia Clemilda Nunes, Alessandra Maria Lima Naoe

Resumo


A soja (Glycine max (L.) Merrill) é o principal cultivo agrícola produzido na região do Matopiba. Entretanto, o sucesso ou quebra da produção de soja está relacionada ao déficit e/ou excesso hídrico. A pegada hídrica (PH) avalia a pressão das atividades humanas sobre os recursos hídricos. Assim, esse artigo tem por objetivo investigar a produtividade e pegada hídrica da soja, sob cenário atual e mudanças climáticas. A produtividade e pegada hídrica futura foram obtidas através do modelo de crescimento de cultura AquaCrop da FAO e do downscaling dos modelos de circulação geral da atmosfera HadGEM2-ES e MIROC5, para os cenários de RCP 4.5 e 8.5. Atualmente a produtividade da soja na região do Matopiba varia de 2,6 a 3,0 t ha-1 e a PHsoja de 2.036,6 a 2.584,12 m³ t-1. As projeções, geradas pelos modelos e RCP, sugerem aumento da produtividade da soja em até 2,0 t ha-1 e decréscimo na PHsoja de 700 m³ t-1. A avaliação da PHsoja futura, por suas componentes verde (água derivada da precipitação) e azul (de rios, subterrâneo), mostra que a demanda por água azul será maior que por água verde. A componente cinza (grau de poluição da água) da PHsoja diminui, mas esse componente deverá aumentar, uma vez que, considerou-se apenas fertilizantes nitrogenados e com valores praticamente constantes. Esses resultados ressaltam a importância de se criar estratégias de adequadas de manejo e cultivo, sob cenário de aumento produtividade de soja e da demanda por água azul, mantendo um uso aceitável dessa água.


Texto completo:

PDF

Apontamentos



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.