USO E COBERTURA DA TERRA E O PROCESSO DE DESERTIFICAÇÃO NO POLO REGIONAL DE JEREMOABO-BAHIA

Israel de Oliveira Junior, Anderson de Jesus Pereira, Jocimara Souza Britto Lobão, Barbara-Christine Marie Nentwig Silva

Resumo


No jogo de relações entre a sociedade e a natureza nas terras secas, a insustentabilidade ambiental das práticas, técnicas e tecnologias humanas configuram cenários de desertificação nas diferentes escalas espaciais, sejam locais, nacionais e regionais. Por meio desta pesquisa, analisou-se o uso e cobertura da terra como indicador ambiental de desertificação no polo regional de Jeremoabo, estado da Bahia. Construiu-se o mapa de uso e cobertura da terra pela interpretação de imagens LANDSAT-8, associada aos dados de campo. Alguns testes foram realizados para a definição das classes dos mapas, de acordo com os dados de campo, resolução da imagem, escala cartográfica do mapa e referências sobre o tema. A agropecuária é um fator da supressão das feições vegetais em favor da ampliação dos campos de agricultura e de pecuária, que se estendem em mais de 15,4 mil km2, com indicativos de deterioração da vegetação e do ambiente, observáveis na (re)classificação das feições vegetais, a partir do qualitativo antropizada, para apontar a pressão na biodiversidade. Os níveis acentuados de degradação equivalem às classes Solo Exposto e Superfície Erosiva Flúvio-pluvial, resultantes da supressão da cobertura vegetal sobre os Neossolos, altamente suscetíveis aos processos erosivos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES