Algumas Reflexões acerca do Processo de Envelhecimento do Espaço Urbano na Modernidade

Pedro Ricardo da Cunha Nóbrega

Resumo


A sociedade moderna se dá, entre outras coisas como, reflexo de um processo de expansão do capital, que caminhou desde uma lógica industrial até uma lógica financeirizada, especulativa e virtual (não necessariamente numa lógica linear). Fenômeno este que implica na construção de um espaço social que inexoravelmente obedece à lógica semelhante. Neste sentido, a noção de juventude e envelhecimento está vinculada à capacidade produtiva, além do que os mecanismos de renovação dos espaços são realizados a partir dos interesses de reprodução e realização do capital. O que impõe uma hierarquização dos lugares, relegando às localidades não privilegiadas uma posição precarizada no processo de reprodução do espaço social, no mundo moderno. A partir deste foco é possível refletir acerca do processo de envelhecimento do espaço urbano na modernidade.


Palavras-chave


Espaço Urbano, Envelhecimento do Espaço, Urbano na Modernidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons