Cooperação Intermunicipal de Interface Multisetorial Direta e Desenvolvimento Metropolitano Sustentável: conceitos e perspectivas de análise em governança metropolitana

Juliano Varela de Oliveira

Resumo


O artigo discute os conceitos de cooperação intermunicipal e desenvolvimento metropolitano no contexto brasileiro, considerando possibilidades de reflexão teórica sobre os mesmos na tentativa de ampliá-los. Parte da discussão histórica sobre os aspectos sociais e culturais do país, engendrados desde o período colonial, que ajudam na explicação sobre as dificuldade de se implantar um associativismo territorial no Brasil. Para tanto, reflete sobre os conceitos de capital social, de Putnam e Bourdieu, e de laços fracos e laços fortes, de Granovetter numa amálgama teórica que enxerga a cooperação intermunicipal de interface multesetorial direta como uma ação institucional promovida como estratégia de governança metropolitana e colocada em prática a partir de uma proposta de desenvolvimento metropolitano sustentável.

Palavras-chave


Cooperação, desenvolvimento metropolitano, capital social, laços fracos e laços fortes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons