Geografia dos Protestos e Meio Comunicacional: redes sociais digitais e manifestações populares

José Erimar dos Santos, Valmaria Lemos da Costa Santos

Resumo


O presente trabalho é uma tentativa inicial de tecer algumas considerações sobre a geografia dos protestos ocorrida no Brasil no mês de junho de 2013. Vivendo nós em um meio marcado pela comunicação e informação entre as pessoas através das redes sociais digitais, refletir sobre essa nova fonte de energia que dinamiza o espaço geográfico, criando territórios e culturas nos lugares é papel da Geografia e da Educação e de seus profissionais no atual contexto. Para tanto, foram feitas pesquisas na Internet, em jornais, revistas, livros e artigos sobre os principais conceitos que envolvem essa temática, chegando à conclusão que o virtual não é tão virtual quanto parece ser, e que a juventude em movimento no Brasil, caracteriza-se por interesses múltiplos, sendo o uso e a ocupação dos espaços públicos, resultado de mobilizações sociais iniciadas nas redes sociais digitais, cuja multiculturalidade é a forma e a estrutura composta por variadas ideologias.

Palavras-chave


Juventude, Meio Comunicacional, Redes Sociais Digitais, Protestos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

  

Dialnet

 

 

 

 

Revista MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Telefone: +55 (81)2126-7372; E-mail: revistamsde@gmail.com

Recife - Pernambuco - Brasil

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons