Dialética e Desenvolvimento em Furtado

José Eli da Veiga

Resumo


Este texto expõe duas teses. A primeira é que Celso Furtado não chegou a tomar conhecimento dos recentes avanços da dialética entre os cientistas naturais, e por isso não percebeu o real alcance desse estilo de pensamento. A segunda, é que a forte influência do pensamento de Marx sobre sua visão do capitalismo foi logo deslocada pela de Schumpeter, e depois - de forma ainda mais profunda - pela de Weber. Daí a importância de se distinguir com mais clareza, numa possível reabertura do debate sobre a dialética do desenvolvimento, três noções que são amalgamadas, com grande freqüência, gerando imensa ambigüidade: “desenvolvimento econômico”, “desenvolvimento do capitalismo”, e “desenvolvimento” tout court.


Palavras-chave


Celso Furtado, dialética, desenvolvimento, complexidade, emergência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons