Políticas públicas para a saúde e o papel da atenção básica de saúde no controle e prevenção da dengue no país

Divanda Araujo, Gesinaldo Ataíde Cândido, Renilson Targino Dantas

Resumo


O Ministério da Saúde tem como meta prioritária nas políticas públicas de saúde, descentralizar as ações de controle e combater o transmissor da dengue nos municípios, considerando ações integradas de educação em saúde, com ênfase no saneamento ambiental. Portanto, objetivou-se com este estudo, investigar com um olhar interdisciplinar, como vêm sendo conduzidas as políticas públicas de saúde no controle e na prevenção da dengue no país, através de informações socioambientais. Essa pesquisa é de natureza bibliográfica e foi realizada nos meses de junho e julho de 2013. Os resultados obtidos com a realização desse estudo apotam uma maior resolutividade das medidas de combate e de controle da dengue no Brasil, a partir da descentralização das ações, e da necessidade de mudança na formação tradicional dos profissionais de saúde, que atualmente é baseada na formação disciplinar e nas especialidades, por uma formação interdisciplinar na graduação e pós-graduação, possibilitando ações integradas nas comunidades assistidas por esses profissionais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons