Globalização e novas condições para o governo neoliberal do território: prelúdio à nova reforma da administração do poder local português

Luís Mendes

Resumo


Procuraremos levar a cabo uma análise crítica da nova reforma do poder local português implementada pelo vigente governo, produzindo para o efeito a génese da escola neoliberal no governo do território e como esta informa ideologicamente o reordenamento territorial português, marcado pela desregulação e por uma administração territorial orientada por um modelo gestionário. Este, importado do conceito de gestão estratégica do meio empresarial, ao invés de fomentar mecanismos de autonomia e descentralização regional, como defende o discurso oficial, tem como principais objetivos manter os níveis de rentabilidade dos serviços públicos, sob o pretexto de contenção da despesa pública do Estado Social. Neste primeiro artigo, através de uma revisão da literatura nacional e internacional, visamos apresentar um contexto geral de como a globalização e a competitividade territorial têm vindo a colocar desafios à administração do território.


Palavras-chave


Reforma administrativa. Poder local. Neoliberalismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons