Movimento espiral do conceito de paisagem: algumas aproximações e a estreita relação com o binômio natureza-cultura

Ítalo César Moura Soeiro

Resumo


O presente artigo objetivou refletir, de forma introdutória, sobre o movimento espiral do conceito de paisagem a fim de demonstrar alguns dos diversos significados sociais que o conceito deteve ao longo da história. Mais do que tais significados, este artigo vem demonstrar a estreita relação que o conceito detém e deteve com o binômio natureza-cultura. O texto estrutura-se a partir de aproximações com a arte e com a geografia. Ademais, configura-se como um esforço, a partir da concepção de movimento espiral do tempo, de sistematização deprocedimentos de análise e de interpretações que alcancem diversas das relações constituídas ao longo da história da humanidade entre a paisagem e o binômio natureza-cultura. Do ponto de vista metodológico, utiliza-se, sobretudo, dos resultados de uma revisão da literatura sobre o tema. Ao final, tecem-se algumas considerações finais visando reforçar as múltifacetas do conceito.


Palavras-chave


Paisagem; Arte; Geografia; Significado

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons