Percepção sobre o controle da dengue: uma análise a partir do discurso coletivo

Solange Laurentino dos Santos, Mircia Betânia Costa e Silva, Ana Catarina dos Santos Pereira Cabral, Glaciene Mary da Silva Gonçalves, Lia Giraldo da Silva Augusto

Resumo


Este artigo analisa a problemática de controle de dengue a partir da percepção dos atores sociais sobre a sua determinação e as medidas de controle adotadas. Adotou-se uma pesquisa qualitativa que utilizou a entrevista aos gestores do programa municipal, cuja análise do conteúdo se fez pela técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Os resultados mostram que os gestores do programa, apesar de terem a compreensão de que os condicionantes sociossanitários e de condições de vida influenciam na manutenção da transmissão da doença e de possuírem domínio técnico das ações do Programa Municipal, consideram a passividade da população como uma questão negativa que influencia no resultado do trabalho dos agentes de saúde. As ações devem ser planejadas de forma compartilhada entre os atores sociais, gestores, técnicos e usuários, e adequadas às reais necessidades locais, como forma de proporcionar mais poder nos territórios.


Palavras-chave


Dengue; Prevenção e Controle; Avaliação de Programas; Percepção social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

  

Dialnet

 

 

 

 

Revista MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Telefone: +55 (81)2126-7372; E-mail: revistamsde@gmail.com

Recife - Pernambuco - Brasil

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons