Produção desigual do espaço urbano: o Coque fragmento da cidade do Recife-PE

Jackeline Fernanda Ferreira Camboim, Edvânia Torres Aguiar Gomes

Resumo


O presente artigo aborda o espaço urbano numa visão de produção capitalista tendo por foco o processo de produção desigual da cidade do Recife-PE a partir do Coque. A comunidade do Coque ao longo dos anos vem lutando pelo direito a cidade. Sob os teóricos o artigo trabalha com: a noção da produção do espaço urbano e as desigualdades socioespaciais decorrentes dessa produção. O objetivo foi refletir sobre essa produção desigual do espaço. Quanto aos aspectos metodológicos trata-se de um artigo de caráter  exploratório de revisão bibliográfica. Os resultados mostraram que o espaço urbano é um produto dos capitalistas, isso promove uma produção de espaço desigual. O Coque é apenas um exemplo de tantas outras comunidades de desigualdades socioespaciais da cidade de Recife-PE. Além disso, embora as politicas públicas de ordenamento urbano existam elas em termos práticos não atendem aos interesses sociais, contidas em sua própria politica “função social da cidade” , mas aos interesses  dos grupos econômicos. Por outro lado,  enquanto a visão econômica prevalecer em cima da social essa desigualdade prevalecerá.

 


Palavras-chave


Capitalismo; Produção do Espaço Urbano; Desigualdades Socioespaciais; Coque.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons