Estratégias, conquistas e permanências do MLB nos núcleos da RMR: mecanismos de transformação ou de intermediação com o Estado?

Cleiton Ferreira da Silva

Resumo


Este artigo problematiza as políticas recentes de habitação popular, especialmente as que promoveram a participação dos movimentos sociais sem-teto, seja em conselhos, em reuniões, em mecanismos de diálogo com os órgãos públicos ou mesmo na consolidação de marcos legais como o Estatuto da Cidade e o Ministério das Cidades. Discute-se portanto, o avanço e o grau desta mesma participação, porém, questiona-se como vem ocorrendo as conquistas pelos movimentos, uma vez que houve a redefinição do potencial de luta, com a ascensão do mecanismo intermediador e do dialógico, em detrimento da ação direta. Para balizarmos este debate, analisamos cinco núcleos de ocupação e antigas ocupações do Movimento de Lutas nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) nas cidades de Recife e Jaboatão dos Guararapes, estado de Pernambuco, através do levantamento da historicidade de cada área, entrevistas e acompanhamento in loco das ações. Tentamos esclarecer, portanto, as principais conquistas, permanências e dificuldades estratégicas-políticas do movimento que inviabilizam conquistas verdadeiramente efetivas em meio ao esfacelamento de conquistas históricas.


Palavras-chave


Organização; Intermediação; Transformação Socioespacial

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons