A CONCEPÇÃO DOS GESTORES E PROFESSORES SOBRE A ANA E A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E PARA A ORGANIZAÇÃO DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO

Andreza de Santana Taveira, Sara Leite de Souza, Magna do Carmo Silva Cruz

Resumo


Introdução: Esta pesquisa tem como objetivo investigar a concepção dos professores e gestores sobre o instrumento ANA e quais as possíveis contribuições do instrumento na avaliação da aprendizagem a na organização do ciclo de alfabetização. Metodologia: Os procedimentos metodológicos adotados foram a entrevista e a Análise Documental. Analisamos os documentos oficiais da ANA para identificar a concepção de avaliação presente nos documentos. Nas entrevistas semiestruturadas com 8 professoras do terceiro ano do ciclo de alfabetização e com gestoras do município de Recife buscamos analisar como elas veem o instrumento ANA. Resultados e discussões: A análise dos documentos da ANA indicou que eles possuem uma perspectiva de avaliação formativa e que subtendem que as escolas estarão ajudando aos professores e crianças na sua aplicação. A análise das entrevistas indicou que a prova da ANA é percebida pelos gestores e professores enquanto um instrumento importante para a diagnose da situação escolar e pretende contribuir para a democratização de um ensino de qualidade. Verificamos ainda que a maior parte das entrevistadas acha que no final do ciclo de alfabetização deve ser avaliado o domínio da leitura e da escrita. Conclusões: Ficou evidenciado não haver preparação para aplicação dessa avaliação, apenas um pequeno percentual das gestoras diz ter feito. Verificamos que as professoras não dominam os objetivos do instrumento, apesar de afirmarem a grande contribuição do instrumento para a sua prática.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. INEP. Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) Documento básico. - Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais e Anísio Teixeira, 2013.BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: ed. 70, 1977.HOFFMAN, Jussara. Avaliação Mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Mediação, 2008. FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da Língua Escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)