A PRODUÇÃO ACADÊMICA SOBRE O ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SAÚDE, OS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS E A EBSERH: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DO PERÍODO DE 2010 A 2017

Thatiane Bezerra Teixeira de Oliveira, Alfredo Macedo Gomes

Resumo


Introdução: O ensino de graduação em saúde constitui uma área de estudo no âmbito da educação superior que exige um diálogo entre as áreas de educação e saúde. Segundo Gonze (2009, p. 52), “para a concretização de mudanças no processo de formação dos profissionais que reflitam na melhoria das ações de saúde no SUS, é preciso haver uma parceria entre os setores da Saúde e Educação”. Nesse processo de formação em saúde, não se podem passar despercebidos os hospitais universitários federais (HUF), que constituem importantes cenários de aprendizagem para formação dos profissionais de saúde do país. Segundo o Ministério da Educação (2012) “em determinadas regiões, [os HUF] são as unidades mais importantes do serviço de saúde pública”. Contudo, a maioria desses hospitais encontra-se vinculados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) - empresa pública de direito privado que tem gerado intensos e controversos debates nas universidades - cuja finalidade é “[...] a prestação [...] de serviços de apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão, ao ensino-aprendizagem e à formação de pessoas no campo da saúde pública [...]” (BRASIL, 2011). Torna-se evidente, desse modo, a emergência de estudos sobre as problemáticas correlacionadas a esse tema. A sistematização da produção acadêmica constitui, assim, um procedimento que contribui para obter um panorama geral e identificar as pesquisas mais relevantes que vêm sendo desenvolvidas. Nosso objetivo consistiu em realizar uma revisão sistemática sobre o ensino de graduação em saúde, os hospitais universitários federais e a Ebserh no período de 2010 a 2017. Entre outros aspectos, nos interessou evidenciar as temáticas das investigações, as tendências teóricas e os aportes metodológicos dos estudos, entendendo esse como um processo gradual e contínuo de focalização através do qual o pesquisador “analisa criticamente o estado atual do conhecimento em sua área de interesse, comparando e contrastando abordagens teórico-metodológicas utilizadas e avaliando o peso e a confiabilidade de resultados de pesquisa, de modo a identificar pontos de consenso, bem como controvérsias, regiões de sombra e lacunas que merecem ser esclarecidas” (ALVES-MAZZOTTI e GEWANDSZNAJDER, 2002, p. 180).

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.

BRASIL. Lei nº 12.550, de 15 de dezembro de 2011. Autoriza o Poder Executivo a criar a empresa pública denominada Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH; acrescenta dispositivos ao Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 16 dez. 2011. Seção 1, n. 241, p. 2. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2016.

GONZE, Gabriela Guerra. A integralidade na formação dos profissionais de saúde: tecendo saberes e práticas. 2009. 158 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Recursos para 37 unidades chegam a R$ 121,5 milhões. Notícias - Portal do MEC. 02 out. 2012. Disponível em: . Acesso em 22 out. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)