O ENSINO DE GEOGRAFIA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

Bruno Aroucha Regis, Leilane Bezerra da Silva

Resumo


Introdução: A Educação de Jovens e Adultos nos desafia a pensar em práticas pedagógicas atrativas para este grupo que, como nomeia Carrano (2007) como a escola da “segunda chance”. É importante designar novas formas de organização dos conteúdos a serem trabalhados a fim de promover uma educação “para a vida” utilitária daqueles sujeitos que vivem no limite da condição humana, ou seja, conteúdos necessários para serem usados no cotidiano, no trabalho, nas ações concretas para a promoção da vida com dignidade.

Texto completo:

PDF

Referências


CARRANO, Paulo. Educação de Jovens e Adultos e Juventude: o desafio de compreender os sentidos da presença dos jovens na escola da “segunda chance”. Revista REVEJA (UFMG), on line, 2007.

RECIFE. Secretaria de Educação. Política de ensino: educação de jovens e adultos/ organização: Élia de Fátima Lopes Maçaira, Jacira Maria L’Amour Barreto de Barros, Katia Marcelina de Souza. - Recife: Secretaria de Educação, 2015. 236 p.: il. (Política de Ensino da Rede Municipal do Recife, v. 5).

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização - do pensamento único à consciência universal. São Paulo, Editora Record, 2001.

SÉRGIO, Maria Cândida. A Organização do Tempo Curricular na Prática Pedagógica da Educação de Jovens e Adultos (EJA) In Revista e-Curriculum, São Paulo, V. 3, N. 2, Junho de 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)