OS SABERES DISCIPLINARES NO ESTÁGIO DE REGÊNCIA DE TURMA - MOBILIZAÇÃO DE CONHECIMENTOS RELATIVOS À ESCRITA POR LICENCIANDOS DO CURSO DE LETRAS-PORTUGUÊS DA UFPE

Sara Carvalho de Lima Falcão, Lívia Suassuna

Resumo


Resumo: Este trabalho é parte de uma pesquisa mais ampla, intitulada “A formação inicial do professor de português e o estágio curricular”, sendo motivado pela necessidade de investigar as relações dos licenciandos com os diversos saberes constitutivos de sua formação e atuação profissional, em particular aqueles chamados de disciplinares. Tivemos como objetivo específico identificar e analisar os modos como o licenciando de Letras-Português mobiliza os saberes disciplinares relativos à escrita para ensinar a escrever no estágio curricular de regência de turma. Para construir o referencial teórico, embasamo-nos em autores como Marcuschi (2010), Lombardi e Arbolea (2007), Petroni, Justino e Melo (2011), Felício e Oliveira (2008). Realizamos uma pesquisa qualitativa, descritiva e interpretativa. Os dados foram gerados a partir da leitura e análise de projetos e relatórios de estágio produzidos por licenciandos de uma turma da disciplina Estágio Curricular Supervisionado em Português 4 (regência de turma do ensino médio), do curso de licenciatura em Letras-Português da UFPE. Os resultados mostraram que, em todos os projetos didáticos analisados, os estagiários utilizaram os mais diversos gêneros textuais, levando em conta a importância de práticas significativas na formação de cidadãos críticos e protagonistas do espaço social, revelando, portanto, que possuem conhecimento teórico acerca do sociointeracionismo enquanto perspectiva teórica que embasa o ensino de língua portuguesa e da escrita. Verificamos também que os estagiários planejaram intervenções didáticas específicas diante das dificuldades que seus alunos apresentaram ao escrever. Contudo, constatamos dificuldade, por parte desses mesmos estagiários, em termos dos processos de elaboração e didatização dos saberes disciplinares referentes ao ensino da escrita de textos em língua portuguesa

Texto completo:

PDF

Referências


DINIZ-PEREIRA, Júlio E. A epistemologia da experiência na formação de professores: primeiras aproximações. In: Formação Docente, Belo Horizonte, v. 02, n. 02, p. 83-93, jan./jul. 2010. Disponível em http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br. Acesso em 24-02-2014; FELÍCIO, H. M. S. e OLIVEIRA, R. A. A formação prática de professores no estágio curricular. Educar, Curitiba, n. 32, p. 215-232, 2008; LOMBARDI, R. F. e ARBOLEA, T. A. Formando professores pesquisadores do ensino de língua materna. In: Anais do 1º Congresso Latino-Americano sobre formação de Professores de Língua - CLAFPL. Florianópolis, 2007, p. 1-6; MARCUSCHI, B. Escrevendo na escola para a vida. In: RANGEL, E. e ROJO, R. (coord.). Língua Portuguesa: ensino fundamental. Brasília: Ministério da Educação, Sec. Ed. Bás., 2010. p. 65-84.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)